Instituição

  • História
  • Missão, Visão, Valores e Política da Qualidade
  • Organograma
  • Órgãos Sociais
  • Documentos Institucionais

A Associação de Apoio Social de Perafita (AASP) nasceu da vontade de um grupo de habitantes do concelho de Matosinhos que, de forma voluntária, assumiram o compromisso social de melhorar as condições de vida de pessoas portadoras de algum grau de dependência.

Esta iniciativa reconheceu as necessidades emergentes de pessoas em situações de isolamento social, com carências tanto ao nível dos recursos socioeconómicos e familiares como de cuidados de saúde, proporcionando, deste modo, o aumento da qualidade de vida.

Assim, a 13 de Junho de 1997 foi celebrado o primeiro acordo de cooperação com a Junta de Freguesia de Perafita, seguindo-se publicação e aprovação dos seus estatutos em Diário da Republica a 27 de Outubro do mesmo ano.

 

O primeiro projecto: O Serviço de Apoio Domiciliário

A parceria com o Centro Regional de Segurança Social do Norte foi celebrada em 1999, onde previa a assistência a 15 utentes, número que cresceu significativamente com os últimos dois acordos.

Rapidamente este serviço assumiu um importante impacto na comunidade, melhorando a qualidade de vida e autonomia de pessoas dependentes, facto que motivou a integração no Apoio Domiciliário Integrado (ADI). Implementado no concelho de Matosinhos, este serviço funciona em parceria com a Unidade Local de Saúde (ULS) e o Instituto de Solidariedade e Segurança Social do Norte – CDSSS e contempla um total de 90 utentes.

 

Um espaço na instituição: O Centro de Dia

Fornecer um local preparado para receber idosos da comunidade foi possível a Março de 2002, com o acordo de cooperação inicial, onde a instituição conseguiu promover a qualidade de vida e diminuir o isolamento social a 20 utentes.

O espaço inicial, localizado na Praceta Farrapas nº164, foi substituído em Novembro de 2005, inaugurando-se novas instalações no mesmo bairro, no nº 250. Actualmente é possível dar resposta a 30 idosos do conselho, com diversos graus de dependência, oferecendo um serviço personalizado a utentes com múltiplas patologias.

 

Uma resposta permanente: O Lar de Dependentes da Bataria

O último projecto concretizado partiu da necessidade de dar resposta a pessoas que já não tinham capacidade de permanecer no domicílio e que não encontravam um local que estivesse preparado para dar resposta às suas dependências, fossem elas físicas e/ou mentais. Deste modo, e utilizando instalações camarárias, o lar da Bataria foi inaugurado a 13 de Junho de 2008, destinado principalmente a pessoas com diversas patologias, como a doença de Alzheimer, Parkinson ou vítimas de AVC. Em 2012, ao abrigo da lei 67/2012 de 21 de Março, a capacidade do lar passou de 30 para 32 utentes.

 

O processo de certificação

Desde 2008, a AASP iniciou a implementação do Sistema de Qualidade segundo a norma ISO 9001 e obtivemos a certificação em Novembro de 2010, tornando-se a segunda IPSS do concelho de Matosinhos a obter este símbolo de qualidade.

Missão:

Promover o bem-estar dos nossos clientes/utentes e ajudá-los no desenvolvimento do seu potencial com um serviço de qualidade, em conformidade com os requisitos legais, independentemente da sua raça, dos seus credos religiosos e/ou políticos e de ser portador de doenças infecto contagiosas.

 

Visão:

Ser uma Instituição de referência na promoção do bem-estar das pessoas.

 

Valores:

O cumprimento da nossa missão assente no seguinte conjunto de valores e de comportamento:

  • Respeito
  • Confidencialidade
  • Complementaridade
  • Qualidade

 

Política da Qualidade 

A política da Qualidade da AASP assenta no cumprimento dos seguintes pressupostos, que visam a concretização da missão:

  • Assegurar a existência de recursos que permitam o cumprimento dos requisitos das partes interessadas relevantes, conduzindo assim à sua satisfação;
  • Cumprir os requisitos legais e estatutários aplicáveis, bem como a orientação estratégica assumida pela direção;
  • Proporcionar a compreensão objetiva do serviço proposto e da correspondência deste às necessidades explícitas e implícitas dos clientes;
  • Garantir disponibilidade de acesso e rapidez de resposta ao serviço prestado;
  • Formar continuamente os recursos humanos como forma de motivação e aumento da eficiência;
  • Melhorar continuamente o Sistema e efetuar, pelo menos uma vez no ano, uma revisão;
  • Assegurar que todas as partes interessadas se encontram informados quanto à Política da Qualidade e que os colaboradores participem na implantação da mesma.

Assembleia Geral

Presidente – Palmira Macedo, Associado n.º 410

1ª Secretário – Celestina Silva, Associado n.º 001

2º Secretário – Joaquim da Silva Santos, Associado n.º 003

 

Direção

Presidente – Isabel Fonseca, Associado n.º 396

Vice-Presidente – Fernando Albino da Rosa, Associado n.º 408

Secretária – Alexandra Vaz, Associado n.º 411

Tesoureiro – Joaquim Pedro Oliveira, Associado n.º 051

Vogal – Ângela Ferreira, Associado n.º 403

Suplentes:

Fernanda Fonseca, Associado n.º 358

Luis Pereira, Associado n.º 340

Arlindo Santos,  Associado n.º 010

Inês Maia, Associado n.º 421

Manuel Pedro dos Santos, Associado n.º 007

 

Conselho Fiscal

Presidente – Olga Maia, Associado n.º 027

Vogal – Maria Virgínia Silva, Associado n.º 418

Vogal – João Faria, Associado n.º 409

Suplentes:

Arlindo Duarte Silva, Associado n.º 002

Ana Paula Alves, Associado n.º 419

Emília Celeste da Torre, Associado n.º 420